você está em www.ovizinho.com.br

Jornal O Vizinho - Ano XIV – Nº 581 - 09/2005
Região 3 - Costa e Silva, Santo Antônio e Bom Retiro
Tiragem da edição impressa:  10.000 exemplares

Família, parentes e amigos dão exemplo de solidariedade

        A profissão que exerceu durante 18 anos, professora, é praticada no Grupo de Assistência Social Paraíso, GASP, com mais duas professoras, uma servente e cinco voluntários, entre eles, um psicólogo. Esta equipe é mantida e incentivada por outro grupo de voluntários da ONG GASP, uma sociedade civil voltada à assistência social para “famílias menos favorecidas”. Assim, 46 crianças ficam durante toda a tarde sob os cuidados do GASP e recebem alimentação, uniformes, material escolar etc. “Temos filhos de cinco famílias muito carentes que também ajudamos com alimentos que recebemos de doações”, informa Maria Leonor da Silva Nunes, 54.
   
     Duas professoras e a servente são funcionárias do GASP. A prefeitura repassa verba para os respectivos salários. Os demais são todos voluntários. A sede da entidade é à Rua Regulus, 33, Jardim Paraíso II. Além da ajuda pública através de convênio na área da educação (conquistada pela seriedade do trabalho), o grupo promove eventos que geram recursos como bingos, churrascos e rifas. Alguns empresários fazem doações esporádicas. Mas os que mais ajudam o GASP são parentes, amigos e conhecidos da família Nunes. Sim, porque o marido, Casimiro Correia Nunes é o presidente. A filha Fernanda da Silva Nunes, secretária. A outra filha, Camila da Silva Maul, 2ª tesoureira. O filho, Fabiano da Silva Nunes, ajuda sempre que pode ou quando é chamado.
   
     Por exemplo, na semana de atividades em comemoração ao Dia das Crianças, vai acontecer a segunda edição do Dia do Soninho. As crianças vão participar de inúmeras atividades e dormirão na sede. Fabiano, que vende pão de queijo, vai doar algumas dezenas e ajudar a cuidar da turminha. Outro empresário vai mandar um sopão reforçado de seu restaurante. Para esse evento, o GASP vai contar com o apoio de vários voluntários, entre eles um casal que é beneficiado com o projeto e um policial militar. Parece uma atividade de somenos importância. Não para aquelas crianças. “Algumas vão dormir num colchão pela primeira vez na vida”, revela, comovida, Maria Leonor.
   
     Natural da vizinha cidade de São Francisco do Sul, a professora mora em Joinville há 44 anos. À Rua Waldemar Carlos Richter, há 16, mas metade do dia está lá no Jardim Paraíso. A voluntária que ajudou a transformar a vida de centenas de pessoas daquele bairro, diz que o GASP continua precisando de ajuda. Interessados podem levar roupas, alimentos, brinquedos, calçados etc. O celular para contato é 99955227.

Endereço na internet: www.gasp.ini.cx. Fone: 47 4353350.

"Algumas crianças vão dormir num colchão pela primeira vez na vida"

09/2005 
Fim da parte 01 -
[Voltar para a capa desta edição]


Este sítio: www.ovizinho.com.br
[Topo da Página] [Principal] [Mapa do Sítio / Seções] [Busca Interna] [Jornal]
[Anuncie Aqui] [Contato] [Faça Seu Sítio Conosco] [Novidades]   [Informações e Negócios]
© 2000. Jornal
O Vizinho® / Bureau de Comunicação e Eventos Ltda. Vide notas.

Melhor visualizado em IE5, com vídeo true color, 800x600.

Fim da Página